fbpx

Entendendo o Flash!


Olá amigos,
hoje venho falar do flash, principalmente do modo TTL, mas o que é flash ttl?
TTL significa: Through-the-Lens (Através da lente).

Basicamento o Modo ttl funciona assim: O controle de potência do flash é feito através da objetiva, antes do disparo do flash é emitido um pré-flash que mede a luz necessária para iluminar o objeto.

Bom, eu poderia escrever um texto gigante sobre o funcionamento, mas não é bem este meu objetivo deste post.
Meu objetivo é mostrar como funciona na prática o flash, porque ele erra e como fazer para ele errar menos.

Muitos fotógrafos de casamento levam consigo um dilema: usar ou não o flash?
Eu sou um, de muitos, que não curte muito o flash marcante na foto, acho feio!
Por este motivo estou escrevendo, para mostrar que é possível usar um flash mais difuso, para iluminar a cena de uma forma mais natural, além disso utilizar o flash para criar efeitos.

O que você precisa saber antes do começar a fotografar com flash? Primeiro é saber que ele erra, mas que mesmo errando é um ótimo aliado. Os principais erros do flash são nas seguintes ocasiões:

Predominância de branco: quando a cena predomina o branco a sua reflexão é muito grande, logo o sistema TTL entende que não é necessário “jogar” muita luz na cena, então ele dispara uma carga menor do que a necessária para iluminar bem a cena, o que nos dá fotos subexpostas. Logo iremos ajustar a compensação do flash entre + 1/3 e +3.

Predominância do preto: quando a cena predomina o preto, a sua reflezão é muito pequena, logo o sistema ttl entende que é necessário “jogar” muita luz na cena, então ele dispara uma carga maior do que a necessário para iluminar bem a cena, o que nos dá fotos superexpostas. Logo iremos ajustar a compensação do flash entre – 1/3 e -3.

Existem outros fatores que interferem diretamente na carga do flash, como abertura do diafragma, iso e velocidade do obturador, mas estou partindo da premissa que todos entendem para o que cada um dos 3 elementos servem.

Vou publicar algumas fotos que fiz utilizando o flash no modo TTL, vejam:

Neste primeiro caso, estou usando -2 de compensação do flash, mas porque? Porque em cenas com baixa luminosidade o flash irá disparar mais carga do que o necessário. Meu assistente está a quase 90º dos noivos, para realçar o cabelo e o vestido da noiva.

Nesta foto, utilizei 0(zero) de conpensação do flash, pois a cena tinha preto e tbm branco, logo o flash iria utilizar um “meio-termo” para a carga, então não era necessário interferir no funcionamento natural do flash. Meu assistente estava à minha esquerda com o flash posicionado acima da minha cabeça com um ângulo bem pequeno em relação aos noivos (menos de 45º).

Neste caso estou utilizando o flash como preenchimento de cena, como havia muito mais luz no “pano de fundo” e o casal estava localizado na sombra, era necessário ilumina-los. O flash estava com meu auxiliar à direita do casal com um ângulo aproximado de 45º.

Predominância de branco na cena: quando uma cena possui muitos elementos brancos ou o elemento principal ou com maior volume é o branco, o flash fará a leitura de que há muita luz na cena, fazendo com que ele dispare menos carga do que o necessário, deixando a foto subexposta, neste caso utilizei +1/3 de compensação do flash, o meu flash teve duas funções: congelar os noivos e iluminar a cena enquanto eu girava a câmera. Estava utilizando flash na câmera rebatendo para a direita. Estava em primeira cortina.

Aqui já era entardecer e o sol já estava praticamente posto, a luz que refletia no casal era muito baixa e deixava muitas sombras, utilizei o flash com -3 de compensação para apenas “emparelhar” a cena. Meu assistente estava posicionado a minha esquerda a 45º do casal.

Criando efeitos: neste caso estou utilizando o flash para criar um efeito na cena, estou com uma velocidade baixíssima então iria borrar caso não utilizasse o flash, o flash está a 90º da noiva. Para dar o efeito fiz um pequeno movimento para a direita com a câmera. Estava em primeira cortina.

Espero ter ajudado e que tenham gostado do post.

Abraços,
Allan.