Escola de Fotógrafos | Cursos Presenciais e Online

Com Qual Lente Foi Feita esta Foto?


A pergunta “Com qual lente foi feita esta foto?” ou “Que lente usou?” é figurinha batida nos comentários de fotos nas redes sociais. Parece que há uma ideia de que a lente é a responsável por tudo no resultado final da imagem – o que é um pensamento completamente equivocado.

Se eu disser a você que a resposta para a pergunta que dá nome ao post é “Lente do Kit – 18-55mm“, acreditaria?

Workshop_Strobist_LucasCavalheiro_EscoladeFotografos_Ensaio_5

Canon 70D, lente 18-55mm | 29mm, f/4.5, 1/500s, ISO 100 | Flash com Softbox e Strobist

 A lente faz muita diferença?

Claro que sim! Uma lente boa nos ajuda a ter um desfoque mais bonito, a ter boa nitidez na imagem, a ter melhores cores, etc. Mas alguns fotógrafos costumam pensar que só a lente é quem determina o resultado final da imagem, que só com aquela lente é possível fazer determinada foto ou trabalho, o que não é verdade.

Falo isso com toda a segurança do mundo pois já usei muitas lentes, das muito ruins às muito boas. Hoje tenho um kit que considero espetacular e que me atende muito bem – Canon 35mm/1.4, 50mm/1.2, 85mm/1.2.

Eu costumava pensar antigamente que, com esse conjunto de lentes, nunca faria fotos ruins. E eu faço foto ruim aos montes! Por quê? Porque a lente determina apenas parte da foto – uma boa parte, é verdade -, não tudo.

Workshop_Strobist_LucasCavalheiro_EscoladeFotografos_Ensaio_1

Canon 70D, lente 18-55mm | 42mm, f/5, 1/160s, ISO 100 | Flash com Softbox e Strobist

 

Às vezes eu erro a composição, a luz, a pose da modelo; erro o foco, esqueço de fotometrar, uso velocidade baixa demais e a foto sai tremida – sim, eu faço esses erros básicos, é normal. Mas quando se acerta tudo, é possível fazer foto boa até com a lente do kit, a lente que os fotógrafos consideram a pior lente do mundo.

A lente do kit é horrível

Se fizermos uma pesquisa com fotógrafos, tenho certeza de que uns 90% acha que a lente do kit é a pior lente do mundo. Ela é mesmo tão ruim? Acredito que não. Quando trabalhamos com ela, temos que saber as suas características para podermos explorar o melhor dela.

Pontos negativos:

  1. – Escura (f/3.5 – 5.6)
  2. – Contraste e Cores não são bons

Pontos Positivos:

  1. Barata
  2. Versátil
  3. Boa nitidez
Workshop_Strobist_LucasCavalheiro_EscoladeFotografos_Ensaio_6

Canon 70D, lente 18-55mm | 44mm, f/5, 1/1000s , ISO 100 | Luz Natural

 

Pensando primeiro nos pontos negativos, devemos saber que, em situações de baixa luz – fotos a noite – você vai precisar subir o ISO ou usar um longo tempo de exposição para conseguir a luz correta e os resultados tendem a não ser muito bons. O contraste ruim e as cores – cor e textura da pele, principalmente – vão te exigir um bom tratamento de imagem para compensar isso.

Já olhando os pontos positivos, ela é uma boa lente grande angular se você está começando ou não está com muito dinheiro para investir. Podemos usar flash e strobist, usar a luz natural do sol e um bom tratamento no Photoshop e Lightroom para compensar as cores em fotos de um ensaio ou book.

Workshop_Strobist_LucasCavalheiro_EscoladeFotografos_Ensaio_7

Canon 70D, lente 18-55mm | 24mm, f/9, 1/160s, ISO 100 | Flash com Softbox e Strobist

 

Esquema de Luz | softbox 80x80cm, Flash Canon 600EX-RT

Esquema de Luz | softbox 80x80cm, Flash Canon 600EX-RT, Radio Yn622C-TX

Também é possível fazer boas fotos de paisagem com ela, já que podemos fechar o diafragma e ter uma ótima nitidez. Abaixo, alguns crops 100% para vocês verem que ela não é a pior lente do mundo em termos de nitidez

 

Antes de perguntar a um fotógrafo com qual lente foi feita aquela foto, pense antes em quanto a lente está influenciando no resultado final da imagem. No caso das fotos desse post, a interferência da lente é mínima; essas fotos poderiam ter sido feitas com lentes fixas – 24mm, 35mm, 50mm, 85mm, com ótimas lentes zoom – 24-70mm, por exemplo – ou até mesmo com a lente do kit.

Agradecimento especial ao Fabio Follmann por emprestar a câmera e a lente e a Miry Güths por modelar para nós no Workshop de Flash e Strobist da Escola de Fotógrafos.

 

avatar

Lucas Cavalheiro

Tem se especializado em fotografar pessoas a cada dia. É um nerd/geek que se tornou fotógrafo de ensaios sensuais e de moda. Fundou a Escola de Fotógrafos em 2011 junto com Allan Elly e, desde então, tem sido um dos seus projetos de vida.